quinta-feira, outubro 28, 2010

Eu, minha família e metade da minha vida!!!

Em outro post muito antigo aqui no blog eu falei sobre família... mas não a família de sangue, na verdade os nossos amigos que são a família que nos escolhemos.
Mas hoje estou aqui pra falar da minha família mesmo, na verdade de mim e da minha família.
Falar como eles me influenciaram ou não minha vida, mas antes de começar quero esclarecer uma coisa, ou atá umas coisas. Para muitas pessoas família é só mãe, pai e irmãos, eu considero também tios, tias e primos e primas. Minha família é muito grande tenho muitas tias e tios e com isso muitos primos e primas também.
E muitos deles ou pra dizer a verdade todos eles influenciaram e influenciam na pessoa que sou hoje. Só que o que vejo que está errado eu resolvi ajustar a minha maneira para melhor viver nesse mundo cão aí fora.
Do meu nascimento até meus 13 anos eu vivi e convivi com minhas tias e tios, praticamente me criaram.
Mas um dia agente cresce, muda nosso jeito de ser por aprender com a vida quem somos ou não, mas muitas vezes quem somos mesmo pode não agradar nenhum pouco a nossa família, e ai que minha vida sinceramente complica. Minha mãe e meu pai são conversáveis, se eu explicar direito e mostrar honestidade no meu sentimento eles entendem ( mais o meu pai até que minha mãe, sorry Mom). Mas ai vem o problema.
Minhas tias e tios que não sabem ouvir e entender nem aceitar, e é ai que o bicho pega, ou melhor pegava.
Até tempos atrás sinceramente eu achava que era melhor eu "não ser eu mesma" na minha família por medo de decepcioná-los por não ser quem eles gostariam que eu fosse, até o dia que minha "ficha caiu" e percebi que  perdi boa parte da minha vida com medo de decepcioná-los mas esse tempo todo me frustrando e me magoando, com medo de seus preconceitos, seus racismos e suas ignorâncias. 
Ah vida inteira eles tiveram medo de viver deixaram de experimentar milhares de sensações e sentimentos, como O AMOR, O DESEJO, AS ALEGRIAS DE PEQUENOS MOMENTOS, VIAGENS E OUTROS acreditem a lista é garnde, vivendo a vida  toda do QUASE.
Essa é a frase que mais ouço vindo deles:

Eu QUASE casei;
Eu QUASE amei;
Eu QUASE fiz sucesso;
Eu QUASE ganhei dinheiro;


Credo que triste isso.
Então percebi que o mesmo medo deles tava tomando conta da minha vida, aff que terror.
O que me fez perceber? Foram as várias vezes que fiquei deprimida e sentindo um vazio gigante por perceber que não podia, ou não queria mostrar quem sou eu e tentar "ser" quem eles queriam que eu fosse lutando contra quem eu sou, e isso faz um mal gigantesco, sabiam?
Por muito tempo minha música foi (quem dirá que ainda não, pelo menos na visão deles) a que coloquei o vídeo ali no final.
Então depois de passar tudo isso, me toquei se eu me aceito como eu sou, eles que me criaram ou me viram crescer tem que me aceitar também como eu SOU.
Bom o desbafo acaba por aqui.




http://www.youtube.com/watch?v=bawPIjdGCKo


1 Comentários:

Pati disse...

Pouca coisa é mais difícil do que aguentar os julgamentos dos outros, principalmente das pessoas que conviveram com a gente desde a infância, que têm um efeito enorme sobre nossas reações (família). Mas nada se compara com a sensação de bem estar quando temos a coragem de mostrar a nossa verdadeira identidade, de agir conforme queremos e precisamos.
;)

Link-me




Blogs Amigos

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...